fbpx

Aluna de Campo Mourão vence concurso nacional de desenho e redação do inpEV

Seis alunos de 4º e 5º anos do Ensino Fundamental foram reconhecidos por seus trabalhos sobre destinação de resíduos sólidos com o tema “Responsabilidade Compartilhada: o aluno como protagonista”

Yasmin G. F. Lobrianchi, da Escola Municipal Caetano Munhoz da Rocha, da cidade de Campo Mourão (PR), foi a grande vencedora do concurso. Ela concorreu entre 240 mil alunos de todo o Brasil, foi selecionada e venceu o evento sobre como cada um pode contribuir para dar o destino correto aos resíduos sólidos.



O Programa de Educação Ambiental (PEA) Campo Limpo, desenvolvido pelo inpEV (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias) e implementado com o apoio dos gestores das centrais de recebimento de embalagens em todo o Brasil, acaba de divulgar os vencedores nos concursos de desenho e redação. Seis alunos de 4º e 5º anos do Ensino Fundamental dos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná e Piauí tiveram seus trabalhos reconhecidos.

O PEA é parte das ações de educação e conscientização do inpEV, entidade gestora do Sistema Campo Limpo (programa de logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas). Em 2019, os alunos se inspiraram no tema “Responsabilidade Compartilhada: o aluno como protagonista”, que orientou o programa educativo realizado durante o ano letivo. “A partir dos 9 mil kits educativos distribuídos, os alunos puderam se inspirar para dar sua interpretação sobre como cada um pode contribuir para dar o destino correto aos resíduos sólidos”, afirma Anna Leticia Malagoli Silva, coordenadora de Educação do inpEV.    

Participaram do concurso alunos de instituições de ensino de 22 estados brasileiros, localizadas no entorno de 90 centrais de recebimento. Os desenhos foram elaborados pelos alunos de 4º ano, e as redações pelos estudantes do 5º ano. Em 2019, o Programa atingiu 240 mil alunos de 2.500 escolas localizadas em 324 municípios.

No dia 10 de outubro, os trabalhos foram avaliados por uma comissão julgadora formada por profissionais como jornalistas, educadores, pedagogos e designers. Cada aluno vencedor e os professores responsáveis pela atividade ganharam um notebook e as respectivas escolas, um projetor multimídia.

Redação vencedora. Clique na imagem para ampliar.

Construindo um mundo melhor

O mundo é como uma grande construção onde cada um de nós pode colaborar, mesmo que seja com um simples tijolinho.

Sabemos que nosso planeta está sofrendo com as atitudes erradas dos seres humanos. Florestas destruídas, animais extintos, geleiras descongelando, poluição no solo, na água e no ar. Tudo isso traz consequências terríveis para toda a humanidade, pois a natureza está devolvendo para todos nós o que foi feito a ela. Falta água em muitas regiões, enchentes em outras, doenças e várias coisas ruins que estamos vivendo.

Então pergunto: O que eu criança posso fazer? Eu mesma respondo. Posso fazer minha parte na família, na escola e em todos os lugares por onde passar. Se eu for exemplo com pequenas atitudes, como: jogar lixo no lugar certo, separar o lixo reciclável, produzir menos lixo, economizar água e outras coisas que ajudam o Planeta Terra, estarei incentivando todos aqueles que vivem comigo a fazer o mesmo.

Assim, estarei colocando meu tijolinho na construção ou reforma deste mundo melhor tão sonhado por todos nós. Precisamos de menos palavras e mais atitudes.

Sobre o inpEV

Há 17 anos, o inpEV (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias) atua como núcleo de inteligência do Sistema Campo Limpo nas atividades de destinação de embalagens vazias de defensivos agrícolas e promove ações de conscientização e educação ambiental sobre o tema, conforme previsto em legislação. É uma instituição sem fins lucrativos formada por mais de 100 empresas e nove entidades representativas da indústria do setor, distribuidores e agricultores.

Sobre o Sistema Campo Limpo

O Sistema Campo Limpo tem como base o princípio das responsabilidades compartilhadas entre todos os elos da cadeia produtiva (agricultores, fabricantes e canais de distribuição, com apoio do poder público) para realizar a logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas. O Brasil é referência mundial na destinação ambientalmente correta do material, encaminhando 94% de embalagens plásticas primárias para reciclagem ou incineração.


SEGURO AGRÍCOLA
Com a necessidade do produtor rural ter um seguro de lavoura sem burocracia, de fácil contratação e que protegesse seus altos investimentos contra intempéries climáticas, a SEGURAGRO inovou os serviços de atendimento e assessoria na contratação de seguro agrícola de lavouras para culturas de soja, milho, trigo, feijão, café, cana-de-açúcar e outras culturas.

SAIBA MAIS SOBRE SEGUROS AGRÍCOLAS

Fonte: FOCO RURAL com informações de Assessoria de Imprensa