fbpx

Bezerros e novilhas ganham mais peso e elevam produtividade

Estudo do Imea aponta transformação nas fazendas do MT, apontando intensificação na produção de animais jovens.

Mudanças de perfil da pecuária corte do Mato Grosso registradas nos últimos anos têm elevado a produtividade da atividade no Estado, segundo estudo divulgado nesta quarta-feira pelo Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea).

A transformação ocorre principalmente nos sistemas de engorda de bezerros e novilhas. De acordo com o instituto, já se registra o aumento de peso dos animais mais jovens, com destaque para as duas categorias citadas.

“Informantes do Imea relatam semanalmente os pesos médios destas categorias de animais, os quais, no acumulado de janeiro a julho deste ano, estão em torno de 6,09/@ para o bezerro desmama e 8,83/@ para a novilha, valores 10,73% e 3,88% superiores aos padrões históricos, que eram de 5,5/@ e 8,5/@, respectivamente”, observa o instituto.

Dessa maneira, continua o Imea, verifica-se “o estreitamento da recria, para uma mudança de cria/engorda, uma vez que os animais estão mais pesados, com destino para engorda – principalmente para confinamento.

Fonte: DBO