fbpx

Como vem a safra de soja, milho e arroz?

Para a primeira safra de milho, a Conab aponta que 85,2% do previsto já está semeado

O Brasil já plantou quase a totalidade da área prevista de soja para a temporada 2021/22, de acordo com o mais recente boletim “Monitoramento Semanal das Condições das Lavouras”, da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento). Destaque para o MT, onde a maioria das lavouras apresenta boas condições, com ressalvas pontuais devido aos dias nublados e chuvas em excesso.

“Em GO, as condições também estão boas, porém há relatos de ataques pontuais de percevejo em algumas áreas. Em MS, a retomada das chuvas melhorou as condições para a cultura, mas persiste a preocupação com algumas lavouras no Sul do estado. No PR, a maioria das lavouras está em fase reprodutiva, portanto há preocupação com a restrição hídrica. Na BA, lavouras em ótimas condições, não registrando problemas pelo excesso de chuvas”, completa a Conab.

MILHO

Já para a primeira safra de milho, a Conab aponta que 85,2% do previsto já está semeado: “No RS, 91% da área está semeada. Períodos de estiagem registrados desde novembro afetam o estabelecimento das novas lavouras e o desenvolvimento daquelas já implantadas. Em GO, as condições das lavouras estão entre boas e ótimas. Na BA, a semeadura está em 79%, restando semear algumas áreas na região central do estado. As lavouras apresentam ótimas condições, no geral. No PR, cerca de 23% das lavouras estão regulares ou ruins devido à falta de chuvas, podendo resultar em redução de produtividade no Oeste e Sudoeste do estado”.

ARROZ

No arroz, 88,2% da projeção desta safra foi plantada. “No RS, mesmo com a falta de chuvas, as lavouras têm apresentado bom desenvolvimento devido ao manejo irrigado e à boa luminosidade. Porém permanece a preocupação em algumas regiões com a manutenção dos níveis dos reservatórios. No TO, a semeadura continua em 80% em função da interrupção das operações de semeadura devido ao excesso de chuvas. Situação similar em MT, que semeou 35% da área até o momento. As lavouras implantadas estão apresentando bom desenvolvimento”, conclui a Conab.

Fonte: Conab