fbpx

Cuidados com as ferramentas manuais de corte (machado)

Podemos definir que as ferramentas manuais são utensílios geralmente utilizados de forma individual e tendo basicamente como força motriz para o seu funcionamento a força motriz humana. Consideramos que trata-se de um prolongamento das mãos do trabalhador, dando mais força e precisão na execução do serviço.

Por fazerem parte das tarefas diárias de todos nós, acabamos nos acostumando com esses materiais e muitas vezes não percebemos que estamos próximos a provocar um acidente com o mau uso dessas ferramentas.

Devemos considerar entre os riscos mais importantes os cortes em geral, lesões nos olhos por projeção de partículas e distensões por movimentos irregulares. As causas mais frequentes dos acidentes estão relacionadas ao:
• Uso inadequado das ferramentas manuais;
• Ferramentas inadequadas ou defeituoas;
• Manutenção inadequada e
• Armazenamento e transporte irregular.

Geralmente os trabalhadores utilizam as ferramentas manuais pela experiência adquirida ao longo do tempo e em observar outras pessoas a trabalharem. Desta forma, desconhecem o procedimento correto e as normas de segurança.

O machado e a foice são ferramentas manuais de corte que podem causar acidentes se não forem usadas de maneira correta. Para um melhor desempenho e redução dos riscos de acidentes, alguns procedimentos devem ser seguidos. 

Armazenamento
– Guardar as ferramentas em ordem em caixas ou outros recipientes adequados; 
– Não se deve colocar em locais de passagem ou lugares elevados onde há risco de queda; 
– Centralizar em um só lugar. 

Manutenção e reparação
– Revisar periodicamente o estado das ferramentas; 
– Reparar os defeitos quando possível ou descartar a ferramenta; 
– Não fazer reparos provisórios (gambiarras) que produzam risco de acidentes. 

Encabamento
– A utilidade de uma ferramenta depende do cabo. Um cabo deficiente reduz enormemente a eficiência de uma ferramenta.
– O comprimento do cabo deve corresponder à distância entre o ombro e os dedos da mão (70 a 80 cm).
– Para que o machado não se solte do cabo, introduz-se uma pequena cunha. O cabo não deve apresentar rachaduras. 

Afiação do machado
– Esta operação deve ser feita para deixar a ferramenta com boa capacidade de corte e de cravar na madeira, oferecendo maior segurança e rendimento com menos esforço físico.
– Use uma lima chata encabada e com proteção.
– Use luvas durante a afiação.
– Posicione o machado com um pedaço de madeira atravessado entre o cabo e a lâmina deixando a parte do fio levantada. 
– A afiação deve acompanhar o perfil do machado, deixando a largura do fio com aproximadamente 1,0 cm.
– Nunca afie com a lima no sentido de encontro à lâmina de corte.

Posicionamento
Outro item importante no corte da madeira diz respeito à ergonomia, mais precisamente ao posicionamento do profissional com relação ao machado. Explicando: Quando se posicionar com o pé direito à frente, segurar o machado com a mão direita à frente e quando se posicionar com o pé esquerdo a frente, segurar o machado com a mão esquerda à frente, de acordo com a posição da madeira a ser cortada. Desta forma evita-se que o machado ao escapar da madeira atinja a perna do profissional. 

Equipamentos de Proteção Individual
Luvas, botinas com biqueira, caneleiras, óculos, protetor facial, capacete de segurança. 
O simples fato de utilizar proteção não significa que você está livre do acidente.

Fonte: FONTE: Ralph Wagner Marek