fbpx

Faltará trigo argentino para o Brasil em 2020

As informações atuais dão conta de que irá faltar trigo argentino para o Brasil neste ano de 2020, enquanto Paraguai e Uruguai entram na mira. Os dados foram divulgados pela T&F Consultoria Agroeconômica, no meio da semana.

“Conversamos longamente com um alto Executivo argentino que trabalha no setor de farinhas, no Brasil. Ele queria saber quanto o Brasil já tinha comprado, em nossa opinião, de trigo do seu país. ‘Algo ao redor de 3,5 milhões de toneladas’, foi nossa resposta, ‘faltando comprar ao redor de 2,0 a 2,5 MT ainda até novembro próximo’. Ele concordou com nossos dados e disse: ‘Sim, concordo, mas vai faltar trigo para alguém nesta temporada’”, indica a consultoria.

“Quem não se preparou até agora, não vai ter trigo da Argentina, porque a disponibilidade total daqui para frente, tirando a necessidade dos moinhos locais, que devem ficar com os lotes de melhor qualidade, não passa de 1,6 MT, depois de deduzidas as DJVEs járegistradas e vendidas ao exterior”, concluiu o executivo argentino.

De acordo com as informações, isso fez as Tradings se anteciparem e comprarem grandes quantidades de trigo paranaense para vender aos moinhos a partir de março, no lugar de trigo argentino e no mesmo preço. “Este movimento das Tradings enxugou ainda mais o mercado local e acentuou a falta de trigo nacional, pois o trigo paranaense teve uma quebra de 1,2 milhão de toneladas nesta safra”, completa a consultoria.

“Além disso, não nos espantaríamos se houvesse importações de trigo americano ou russo dentro da quota de 750 mil toneladas liberadas pelo governo Bolsonaro, dependendo do preço (EUA) e da qualidade (Rússia), claro”, conclui.

Fonte: Agrolink