fbpx

Ibovespa fecha em alta com blue chips e NY, mas caminha para maior perda mensal desde 1998

O Ibovespa fechou em alta nesta segunda-feira, com ações blue chips entre os principais suportes, acompanhando o desempenho dos pregões em Wall Street, conforme a pandemia de um novo coronavírus continua adicionando volatilidade aos negócios.

Blue chip é o termo utilizado para descrever uma ação que se acredita ser segura, de uma empresa que esteja em excelente condição financeira e consolidada como líder em seu ramo, as ações de primeira linha. Ações blue chips geralmente pagam dividendos muito grandes e crescentes, tornando-­as queridinhas pelos investidores. (ToroRadar)

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 1,82%, a 74.763,64 pontos, de acordo com dados preliminares. Durante a sessão, oscilou da mínimas de 73.184,22 pontos à máxima de 75.429,74 pontos. O volume financeiro somava 17 bilhões de reais.



O avanço vem após uma queda de 5,5% no último pregão, com a perda em março alcançando cerca de 28%, que se mantida representará o pior desempenho mensal desde agosto de 1998 (-39,55%).

(Por Paula Arend Laier)

Fonte: Reuters