fbpx

O poder da desinformação: vamos falar dos agrotóxicos?

É visível a quantidade de críticas e argumentos sem critérios quando o assunto é “agrotóxico”. O Brasil ocupa um papel fundamental para produção de alimentos, contribuindo significativamente para o desenvolvimento de uma nação. Produzir alimentos é um desafio e a aplicação de produtos específicos é uma prática necessária para proteger as lavouras contra pragas e doenças, garantindo assim a produção de alimentos.

Usar produtos fitossanitários (agrotóxicos) não é uma prática ilegal e seu uso deve seguir recomendações técnicas oficiais, de acordo com a bula de cada produto, assim como um medicamento de uso controlado. 

Vamos deixar claro que o brasileiro nunca consumiu ou consome “7 litros de agrotóxicos” por ano. Assim como os produtos utilizados em grande escala, são utilizados outros lugares do planeta, em outros setores e atividades que não estão relacionadas à produção de alimentos, como a manutenção de jardins, campos esportivos ou controle de pragas urbanas e residenciais.

Em relatório apresentado pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) e da Organização Mundial da Saúde (OMS), O Brasil aparece em 44º posição sobre uso de defensivos agrícolas. Segundo os dados da entidade, o consumo relativo no país foi de 4,31 quilos de defensivos por hectare cultivado em 2016. É preciso, portanto, verificar os fatos antes de qualquer comentário ou crítica.

FOCO RURAL AGRONEGÓCIOS
O agro fala. Você entende!

FONTE: Ralph Wagner Marek