fbpx

Países produtores de café consomem 30,5% e importadores 69,5% da produção mundial

A produção mundial de café no ano cafeeiro 2018-2019 atingiu 168,72 milhões de sacas de 60kg, dos quais 102,68 milhões de sacas são de café arábica, que equivalem a aproximadamente 60%, e 66,04 milhões de café robusta, volume que corresponde a 40% da produção global. Se for estabelecida uma comparação com o ano cafeeiro anterior, cuja safra foi de 162,85 milhões de sacas de café, sendo 100,88 de café arábica e 61,90 de café robusta, verifica-se que esses volumes representam incrementos, respectivamente, de 3,7% da produção total, 1,8% do volume de café arábica e 6,7% do volume de café robusta.

Especificamente em relação ao café robusta, observa-se que no ano cafeeiro 2018-2019 o volume produzido no mundo teve acréscimo de 4,14 milhões de sacas em relação ao volume de 2017-2018. Nesse mesmo contexto, é possível constatar que a produção brasileira de café robusta teve aumento de volume semelhante, pois em 2017 a safra foi de 10,72 milhões de sacas e em 2018, 14,17 milhões de sacas, o que gerou um incremento físico de 3,45 milhões de sacas. Esse incremento da produção brasileira de café robusta indica recuperação da safra dessa espécie, a qual em decorrência de severa estiagem ocorrida em anos anteriores no Espírito Santo, maior produtor dessa espécie de café no Brasil, afetou negativamente a produção.

Assim, tendo em vista a significativa participação do Brasil na produção mundial de café, o qual é responsável por aproximadamente 1/3 da produção mundial, é possível inferir que esse aumento da safra brasileira tenha contribuído para o aumento da produção mundial de café robusta no período objeto desta análise. Extrapolando esta mesma análise para a safra brasileira de café robusta em 2019, é possível também deduzir que o aumento da produção de café robusta não deverá ter crescimento tão expressivo nesta safra, a qual está estimada em um volume equivalente a 14,52 milhões de sacas, ou seja, com crescimento de apenas 2,5% em relação a 2018.