fbpx

Preços da soja sobem, principalmente no Paraná

Os preços da soja, principalmente no estado do Paraná, voltaram a subir mesmo com relativa estabilidade das cotações na Bolsa de Chicago e também da moeda norte-americana. Foi isso que informou o especialista Luiz Fernando Pacheco, que é analista da T&F Consultoria Agroeconômica.

“A cotação da soja em Chicago teve leve queda, de 0,08% e o dólar valorização de 0,27%, fechando em R$ 4,1315, fazendo com que os preços que os compradores ofereceram sobre rodas nos portos do sul do Brasil ou seus equivalentes em outros estados, tivessem alta de 0,72% para a média de R$ 89,82/saca, contra R$ 89,18, do dia útil anterior. Com isto, o acumulado do mês atingiu 3,53% contra positivos 2,79% do dia anterior. No interior, a alta foi de 0,73%, para R$ 84,33/saca, contra R$ 83,72 do dia anterior, com o acumulado atingindo 4,28%, contra 3,52% anterior”, informa.



Além disso, estimativas de mercado indicam que o plantio de soja do Brasil atingiu 22%, sendo que em Mato Grosso estaria em 42% e 36% no Paraná. “Os preços do mercado físico do Rio Grande do Sul subiram para R$ 91,00, contra R$ 90,50 no dia anterior, no porto. No mercado interno, Passo Fundo e Ijuí também tiveram leve alta ficando em R$ 86,00, contra R$ 85,50 do dia anterior, pagos pelas indústrias. Estima-se que a safra de soja do RS já esteja 80% negociada”, completa.

“No Paraná, na região de Ponta Grossa os preços pagos ficaram em R$ 80,00 no balcão e R$ 83,00 no mercado spot para o final de novembro. Preços futuros ficaram em R$ 84,00, no interior e R$ 92,00, no porto, para dezembro”, conclui.

Fonte: Agrolink