fbpx

Selo Nacional da Agricultura Familiar terá mudanças no formato

Objetivo é unificar e adequar as imagens usadas no selo, que identifica os produtos oriundos da agricultura familiar no Brasil

O Selo da Agricultura Familiar surgiu como uma importante ferramenta, criada pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário para identificar os produtos oriundos deste setor, que vem crescendo e se organizando para produzir mais e com mais qualidade.

Para quem produz, o Selo é instrumento de agregação de valor, uma vez que o produto oriundo da agricultura familiar promove valores cada vez mais exigidos pelos consumidores.



Uma publicação recente no Diário Oficial da União (DOU) de quarta-feira (14/08), pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a Portaria nº 161, define mudanças no Selo Nacional da Agricultura Familiar (Senaf). As modificações estão diretamente ligadas à chancela e imagem do Selo.

Uma das novidades é a disponibilização de duas opções de imagens do Selo da Agricultura Familiar, adequadas para aplicação em diversos tipos de embalagens e com um novo formato gráfico, que visa garantir maior economia na impressão. A portaria também unifica a imagem dos sete tipos de selos existentes, garantindo o mesmo formato para todos e mudando apenas a identificação de acordo com o tipo de público: Agricultura Familiar, Mulheres, Juventude, Indígena, Sociobiodiversidade, Quilombola e Empresas.

Imagem: Canal Rural

Fonte: Assessoria de Imprensa