fbpx

Vem muita chuva para o Sul do país no fim de semana

Além de lá, as precipitações também chegam a São Paulo e Mato Grosso do Sul, mas com volumes bem menores. Confira a previsão do tempo para até domingo!

As chuvas já chegam nesta quinta-feira para a parte sul do Rio Grande do Sul. Na sexta já são esperados temporais para parte do estado e chuvas para o restante da região. Em São Paulo e Mato Grosso do Sul as instabilidades só chegam no sábado.

REGIÃO SUL

A quinta-feira será marcada por tempo seco em quase toda a região Sul e as temperaturas começam a entrar em declínio. A exceção acontece na divisa do Rio Grande do Sul e Uruguai, onde a partir desta tarde já serão registradas precipitações. Ali próximo a Uruguaiana (RS) os volumes acumulados podem chegar a 8mm.

Na sexta-feira a chuva avança para o restante do estado riograndense, mas com volumes distintos. Nos municípios mais ao Sul, os acumulados serão bastante grandes, podendo chegar a 42 mm. Mais no centro do estado, na Santa Maria, as chuvas serão de no máximo 10 mm. Já no Norte, a tendência é de chuvas de no máximo 2 mm.

Somente no sábado estas chuvas devem avançar para Santa Catarina e parte do Paraná. Os grandes acumulados se deslocam para a região central do Rio Grande do Sul, e Santa Maria pode ter até 45 mm acumulados. O Sul ainda terá chuvas, mas de no máximo 15 mm, mesma quantidade que chega ao Norte do estado, ali próximo a Passo Fundo.

Em Santa Catarina deve chover no máximo 13 mm acumulados e em Guarapuava (PR), 6 mm. Já no norte do Paraná, chove, mas com no máximo 3 mm.

No domingo já não chove no Sul e centro do Rio Grande do Sul, já que as instabilidades ficam mais restritas ao Norte do estado, em Santa Catarina com 15 mm. No Paraná, a partir de Pato Branco, as chuvas serão bem volumosas com até 30 mm. Mais ao Norte do estado, ali em Londrina as chuvas serão de no máximo 4 mm.

SUDESTE

Em São Paulo e Minas Gerais o tempo seco predominará nesta quinta e sexta-feira. No sábado as chuvas alcançam a região de Itapeva, com no máximo 2 mm. Dali para cima o tempo firme continua.

No domingo, as chuvas aumentam um pouco no sul do estado, subindo para 4 mm e as precipitações já se espalham por todo o estado paulista, com acumulados de no máximo 2 mm. Na grandes áreas agrícolas de Minas gerais, como em Uberaba, não chove durante todo o fim de semana.

CENTRO-OESTE

No Centro-Oeste o tempo firme permanece durante todo o fim de semana. As temperatuiras seguem elevadas e além da qualidade do ar baixa afetar a saúde humana, os riscos para queimada aumentam.
Em Mato Grosso do Sul, no sul, as chuvas chegam no sábado, com volumes de até 5 mm. No domingo as precipitações se intensificam no sul (chegando a 8 mm acumulados) e chegam até Campo Grande, com 4 mm.

NORDESTE

Não há previsão de chuvas durante todo o fim de semana para as áreas agrícolas da Bahia, Piauí e Maranhão.

NORTE

Quinta-feira com pancadas pontuais de chuva desde Belém até o Acre, mas com tempo seco, baixa umidade relativa, rajadas moderadas de vento no Tocantins e sudeste do Pará. Algumas áreas do interior do Tocantins não recebem chuva significativa há 140 dias e essa condição não deve mudar tão cedo.

Tempo segue instável na maior parte do Norte do país, com pancadas isoladas se formando a partir do meio dia na maior parte da Região. Além disso, o calor continua por toda a Região. O tempo seco persiste no Tocantins e na metade sul do Pará.

No sábado, a chuva ocorre principalmente em áreas da metade norte da Região e algumas pancadas isoladas atingem o Acre e Rondônia. Os volumes não devem ser expressivos e o calor ainda é destaque tem todos os estados. Será mais um dia de tempo seco no centro-sul do Pará e em todo Tocantins.

No domingo a chuva siga espalhada pela maior parte da Região Norte na próxima semana, mas o tempo seco, com calor muito intenso, persiste no Tocantins e sudeste do Pará. As chuvas retornam ao Tocantins e sudeste do Pará apenas de forma gradual em novembro, como é comum na climatologia da região.

Fonte: Canal Rural