fbpx

O frio chegou e trouxe geadas no Paraná

Nesta quinta-feira um sistema de alta pressão atmosférica (massa de ar mais frio e seco) avançou sobre os estados do Sul do Brasil. Com isto, tempo estável e temperaturas baixas, houve registro de geadas localizadas em parte do sul/sudeste do estado, principalmente.

Na região centro-oeste do Paraná, várias lavouras, que já vinham enfrentando problemas com a estiagem prolongada, tiveram a situação agravada após serem atingidas por geadas nesta quinta-feira (07).

As áreas mais afetadas registradas foram nas cidades de Mamborê, Roncador e Pitanga. A forte geada atingiu lavouras de milho, feijão e áreas de pastagens.

A produção leiteira na cidade de Roncador (PR) deverá ser diretamente afetada por causa do comprometimento da pastagem. “O produtor que não tem um planejamento vai ficar sem alimentação para o gado”, comentou Messias Kalinoski. A bovinocultura leiteira que já vem sofrendo com os preços baixos ao produtor fica com uma situação delicada neste momento.

Previsão para sexta-feira (08)

Na sexta-feira uma massa de ar estável posiciona seu centro mais intenso sobre os estados do Sul do Brasil. Na metade sul do Paraná, entre o período da madrugada e manhã da sexta-feira, há possibilidade para formar algum nevoeiro. No sul do estado, há possibilidade para formação de geadas em áreas isoladas.

Nos próximos cinco dias, o destaque será a chuva generalizada e intensa sobre o Amazonas, Pará e Amapá. Chove de forma moderada e com menor acumulado no Tocantins, sul e litoral da Bahia e Maranhão, além de pontos do norte de Goiás e de Mato Grosso.

No Sudeste. a passagem de uma frente fria traz nuvens e chuva até o fim de semana, mas com baixo acumulado. Apesar de o frio aumentar em relação aos dias anteriores, não chega de forma significativa ao Sudeste. No Sul, volta a chover no Rio Grande do Sul na faixa noroeste e oeste, em forma de pancadas, a partir da segunda-feira.

Fonte: Assessoria de Imprensa - Foco Rural