fbpx

Cálculo da semeadura da soja

Cálculo de semeadura da soja: População ideal, como fazer os cálculos, regulagem de plantadeira e outras dicas para melhorar sua produtividade

Para que a cultura da soja atinja o máximo potencial produtivo em campo, é indispensável que a população de plantas e espaçamento entre fileiras sejam respeitados!

A distribuição das plantas no campo pode resultar em 60% mais produtividade na cultura. 

Mas você sabe como calcular a densidade ideal para o seu sistema produtivo?

Acompanhe neste artigo como fazer o cálculo de semeadura da soja e muito mais!

LEIA TAMBÉM: O que é e quais são Boas Práticas Agronômicas

Passo 1: Cálculo da densidade de semeadura da soja

A densidade de semeadura da soja é um dos fatores primordiais para atingir altas produtividades e a rentabilidade desejada.

Para melhor aproveitar os nutrientes no solo e, consequentemente, alcançar melhores resultados, o arranjo espacial ideal deve ser respeitado.

O simples fato das plantas estarem equidistantes, no espaçamento correto, permite a máxima absorção de água e nutrientes, reduzindo a competitividade entre si.

Além desses fatores, o desenvolvimento de plantas daninhas fica prejudicado e a facilidade de penetração de defensivos é potencializada se o espaçamento for respeitado.

A recomendação média de população de plantas é de cerca de 300 mil plantas por hectare.

Em condições favoráveis ao acamamento, deve-se utilizar populações de 200-250 mil plantas por hectare.

Os espaçamentos que propiciam maiores produtividades são os menores. Porém, devido a limitações de semeadoras no mercado, são indicados espaçamentos entre 40 cm e 50 cm.

Embora já existam máquinas que semeiem em espaçamentos menores que estes citados, não é possível realizar o cultivo entre fileiras sem acarretar perdas significativas pelo amassamento da cultura.

cálculo de semeadura da soja
(Fonte: Embrapa)

O número de plantas por metro linear pode ser calculado de acordo com a seguinte fórmula: 

Supondo uma população de 250.000 plantas/ha e um espaçamento de 40 cm temos a equação:

O número de plantas por metro linear, neste caso de 250.000 plantas/ha, com espaçamento de 40 cm, seriam 10 plantas/metro linear. 

LEIA TAMBÉM: Guia de Deficiências Nutricionais

Passo 2: Como calcular a taxa de semeadura?

Após ter calculado o número de plantas que queremos por metro linear de sulco, temos que calcular a necessidade de sementes frente ao poder germinativo de cada híbrido.

Como sabemos, nem todas as sementes colocadas no solo germinarão.

No rótulo de cada híbrido de soja está indicado o poder germinativo das sementes.

Supondo no nosso exemplo de 10 plantas/metro linear e poder germinativo de 80%, teríamos:

Com esse poder germinativo de 80%, a semeadora deveria estar regulada para distribuir aproximadamente 13 sementes/metro.

Passo 3: Cálculo de semeadura de soja: Peso de 1000 grãos de soja (pms soja)

O peso de 1000 grãos de soja é necessário para o cálculo da quantidade de quilos de sementes que iremos utilizar nas nossas lavouras.

Existem variações nos pesos de 1000 grãos, de acordo com cada cultivar que pretendemos utilizar nas nossas áreas.

Esses números, geralmente, ficam por volta de 140 g a 220 g a cada 1000 grãos de soja. Porém, como foi comentado, é vital saber exatamente o peso, de acordo com o híbrido, que iremos utilizar na nossa propriedade.

Passo 4: Quantos kg de soja para plantar 1 ha?

Considerando o poder germinativo de cada híbrido a ser inserido no campo, o estande inicial deve ser calculado levando em conta esse fator.

Seria interessante colocar uma porcentagem de sementes a mais, cerca de 5% ou 10%, uma vez que estas sementes podem ser atacadas no campo por pragas e doenças.

Supondo no nosso caso um estande desejado de 250 mil plantas por hectare, poder germinativo de 80% e inserção de 10% a mais na quantidade de sementes no campo, a equação ficaria dessa maneira:

Dessa forma, teríamos que semear 343.750 sementes por hectare para atingir o estande desejado de 250.000 plantas/ha, cerca de 14 sementes/metro linear, considerando 10% a mais devido a perdas por pragas e doenças.

Para calcular a quantia em Kg que serão utilizados por hectare, podemos utilizar uma simples regra de 3. Supondo PMS igual a 200g:

Teríamos que comprar cerca de 68.750g de soja ou cerca de 68,75 kg de soja por hectare

Passo 5: Cálculo de regulagem da plantadeira de soja

A “plantadeira” ou “semeadora” de soja deve ser previamente regulada e calibrada para distribuir o número desejado de sementes no plantio.

Para maior precisão no momento do plantio, deve-se buscar sementes previamente classificadas por tamanho, bem como discos específicos para cada híbrido.

Geralmente, nas empresas produtoras que vendem as sementes, podem-se encontrar especificações de tamanhos de discos, os quais devem ser utilizados de acordo com o tamanho das sementes.

A maioria dos fabricantes de semeadoras fornece manuais de instruções e tabelas com ajustes de relações de engrenagens que permitem atingir o número de sementes desejadas por metro.

Para cada tipo de disco e cada tipo de regulagem teremos uma relação entre as engrenagens, conhecidas usualmente como motora e movida. E deve-se buscar relações mais próximas ao número de sementes que desejamos.

No caso das máquinas sem caixa de regulagem, deve-se selecionar o disco com as características mais próximas do ideal.

cálculo de semeadura soja
Fonte: (Planti Center)

Caso o número de sementes encontrado não seja satisfatório, a solução é testar outro disco (máquina sem caixa de engrenagem). Outra opção é mudar a relação de engrenagens (máquina com caixa de engrenagem).

Para calibração, indica-se andar com a semeadora uma distância conhecida e coletar as sementes depositadas nesse trajeto.

O número de sementes por metro é a relação desses números segundo a fórmula:

Se eu coletei 280 sementes em uma distância percorrida de 20 metros, o meu número de sementes/m será 14.

Mecanismos para conferir na semeadora:
  • Tipo de dosador: alveolado ou pneumático;
  • Limitador de profundidade: manter a mesma profundidade copiando o terreno;
  • Compactador de sulco: sistema em V permite melhor compactação solo-semente;
  • Velocidade de semeadura: entre 4 km/h a 6 km/h;
  • Profundidade semeadura: 3 cm a 5 cm;
  • Posição adubo: ao lado e abaixo da semente
Cálculo de semeadura da soja: Como calcular a expectativa de produtividade de soja por hectare

Para calcular a expectativa de produtividade siga os seguintes passos:

1 – Conte o número de vagens em 10 plantas consecutivas e divida o resultado por 10

Ex: 10 plantas ao todo deram 200 vagens, média de 20 vagens por planta (200/10)

2 – Conte o número de grãos nas vagens e divida pelo número de vagens

Ex: 60 vagens ao todo deram 150 grãos, média de 2,5 grãos por vagem (150/60)

3 – Olhe o peso de 1000 grãos para o híbrido que você utilizou

Ex: 200 g é o peso de 1000 grãos desse híbrido

Plantas por hectare: 343.750 mil plantas

Vagens por planta: 20 vagens

Grãos por vagem: 2,5 grãos

Peso de mil grãos: 200 gramas

Use a seguinte fórmula:

Para o nosso exemplo, a produtividade esperada é de 57,29 sc/ha.

Repita esse procedimento algumas vezes ao longo do talhão para obter a correta representatividade nos dados.

Qual é o tempo necessário para colher a soja?

Para realizar a colheita de soja, recomenda-se velocidades entre 5 km/h e 6,5 km/h. Mas isso depende principalmente do tipo de máquina utilizada e da uniformidade da superfície do terreno.

Supondo uma colhedora de 22 pés (6,6 m) de largura da plataforma de corte, colhendo a 5 km/h (1,38 m/s).

Chegamos a um rendimento operacional de aproximadamente 18,29 minutos para colher um hectare.

Conclusão

Por meio da semeadura correta da soja, a população de plantas ideal possibilita que maiores produtividades sejam alcançadas no campo.

Você aprendeu como fazer o cálculo de semeadura da soja, além dos benefícios que a semeadura bem realizada proporciona.

As condições ambientais favoráveis associadas ao correto manejo da cultura, desde a sua implantação até a colheita, favorecem a obtenção de maiores produtividades da soja.

Por: Luis Gustavo Mendes – Engenheiro Agrônomo e Licenciado em Ciências Agrárias pela ESALQ/USP em Piracicaba-SP. Mestre em Engenharia de Sistemas Agrícolas, tema “Agricultura de Precisão” na mesma Instituição. Atualmente professor e empreendedor.


SEGURO AGRÍCOLA
Com a necessidade do produtor rural ter um seguro de lavoura sem burocracia, de fácil contratação e que protegesse seus altos investimentos contra intempéries climáticas, a SEGURAGRO inovou os serviços de atendimento e assessoria na contratação de seguro agrícola de lavouras para culturas de soja, milho, trigo, feijão, café, cana-de-açúcar e outras culturas.

SAIBA MAIS SOBRE SEGUROS AGRÍCOLAS

Fonte: Aegro